A metodologia adoptada assenta na utilização de modelos matemáticos de simulação de forma sequencial, em que os resultados de um modelo são os dados de entrada de outro modelo. Esta abordagem permite analisar cenários futuros de disponibilidade hídrica mas albufeiras da área de estudo em função de cenários climáticos definidos de acordo com resultados de modelos regionais de clima. Para o efeito foram obtidos a partir do programa EURO-CORDEX resultados de modelação climática com modelos regionais de clima. Estes resultados foram utilizados como dados de entrada do modelo eco-hidrológico SWAT (Soil and Water Assessment Tool - http://swat.tamu.edu/), modelo que foi utilizado para calcular escoamento e transporte de sedimentos e de nutrientes para as massas de águas superficiais em estudo.

Os resultados obtidos são então utilizados para a simulação de balanços hídricos nas albufeiras de monte Novo e Vigia, balanços nos quais são tidas em conta as necessidades hídricas para abastecimento público e para irrigação. A aplicação do modelo CE-Qual-W2 (http://www.ce.pdx.edu/w2/), um modelo de hidrodinâmica e qualidade da água, permite a simulação do comportamento das duas albufeiras, acrescendo a componente qualitativa à avaliação da disponibilidade hídrica.

Com base ainda na avaliação das disponibilidades hídricas são também avaliados os consumos energéticos associados à transferência de caudais a partir da albufeira de Alqueva e para as albufeiras de Monte Novo de Vigia, transferências essas que se têm revelado essenciais para assegurar os volumes de armazenamento necessários ao cumprimento das necessidades de água.

O GestAqua.AdaPT inclui ainda a monitorização hidrométrica e de qualidade da água nas duas albufeiras, a fim de compreender melhor as relações entre as variáveis meteorológicas, incluindo eventos hidrológicos extremos, bem como o escoamento e qualidade da água das albufeiras em pequenas escalas temporais.

Para a identificação de medidas de adaptação climáticas, em grande medida assentes na definição de curvas de operação das duas albufeiras – incluindo a gestão da transferência de caudais a partir de Alqueva, foi tida em conta a percepção e opinião dos agentes locais, que incluem os gestores de abastecimento, autoridades regionais de recursos hídricos bem como os agricultores.


Modelação
Climática
Modelação
Hidrológica
Modelação de
Qualidade de Água

Estratégias de Adptação

Operação das Albufeiras

  • Curvas de operação
  • Gestão de qualidade da água
  • Custos de energia
  • Planeamento de transferências

Sector Agrícola

  • Práticas agrícolas
  • Irrigação
  • Alternativas de culturas
  • Opção tecnológicas

Coordenador do Projecto

Paulo Alexandre Diogo (FCT-UNL, MARE)

+351 212 948 397
contact@gestaqua.adapt.pt
pad@fct.unl.pt

© 2016 | All rights reserved | ManchaCriativa